Terapia política. Introspecção psicossocial. Análise simbólica.

05 setembro 2009

[960] Tempo de desinformação

«(...) se a chegar ao Governo, a dra. Ferreira Leite extinguirá o pagamento especial por conta que a dra. Ferreira Leite criou em 2001; a primeira-ministra dra. Ferreira Leite alterará o regime do IVA, que a ministra das Finanças dra. Ferreira Leite, em 2002, aumentou de 17 para 19%; promoverá a motivação e valorização dos funcionários públicos cujos salários a dra. Ferreira Leite congelou em 2003; consolidará efectiva, e não apenas aparentemente, o défice que a dra. Ferreira Leite maquilhou com receitas extraordinárias em 2002, 2003 e 2004; e levará a paz às escolas, onde o desagrado dos alunos com a ministra da Educação dra. Ferreira Leite chegou, em 1994, ao ponto de lhe exibirem os traseiros.»
(Manuel António Pina, "Tempo de autocrítica", JN, 28-8-2009)
*
Manuel António Pina equivoca-se e o leitor anónimo faz mal em reproduzir, acriticamente, esse equívoco.
1. Não foi MFL que criou, por lei, o PEC em 2001 (aliás, uma cuidada e imparcial análise constataria que nesse ano era ministro das Finanças Pina Moura, tendo MFL tomado posse em Abril de 2002).
2. MFL subiu efectivamente a taxa legal do IVA para 19%, mas não foi com ela que se atingiu o valor mais alto, tendo a taxa subido ainda mais (para 21%) com o actual governo.
3. Não foram todos os salários dos funcionários públicos "congelados", foram aqueles cujo montante era superior a 1000 euros.
4. Todos os anos económicos da actual legislatura tiveram receitas orçamentais extraordinárias, não sendo as do período 2002/2004 nada excepcionais.
5. Não foi perante MFL que alguns jovens baixaram as calças e exibiram os traseiros, foi perante Couto dos Santos.
Cinco imprecisões em dez linhas é obra! Mais cuidado a subscrever artigos, caro leitor...
(Núncio, comentário a "Leitura recomendada", Jamais, 4-9-2009)

2 comentários:

Anónimo disse...

Engana-se! Foi de facto a Manuela Ferreira Leite que os estudantes baixaram as calças. Ela propria comentou isso há algum tempo. Mas ja nos habituamos às imprecisoes precisas quando se trata de obsessivamente defender MFL

Núncio disse...

A obsessão será certamente sua, pois é falso que tenha sido MFL a visada pelo acto que viria a servir para Vicente Jorge Silva chamar aos envolvidos a "geração rasca".
O visado, reafirmo-o, foi Couto dos Santos, em 1993.

Arquivo do blogue

Seguidores