Terapia política. Introspecção psicossocial. Análise simbólica.

01 março 2006

[175] A pós-modernidade é um conceito próprio?

Apropriando-me, cortês mas assumidamente, de uma referência de JG no Portugal dos Pequeninos (em post de hoje), reproduzo aqui a interessantíssima lista de Norman Mailer que, segundo o mesmo, distinguirá a modernidade da pós-modernidade (embora, pessoalmente, defenda que já saímos mesmo do pós-modernismo há algum tempo). A negro, os pares que eu acho mais marcantes (decidi reproduzir a lista no original tal como resulta do sítio da Internet cujo link está associado ao título deste post; poderei, a pedido, ajudar a resolver quaisquer dificuldades de tradução):

MODERN / POSTMODERN
steel / plastic
Picasso / Warhol
Pullman & Coach / First Class & Economy
romance / narcissism
pot roast / vegan
FDR / GWB
Hitler / Hussein
Churchill / Blair
Zionism / Israel
USSR / People's Republic of China
consumption / cancer
Gone With the Wind / The DaVinci Code
drought / flood
blizzard / global warming
steak / salad
beer / lite beer
dessert / No-Cal
tycoons / CEOs
typewriters / PCs
Off-Broadway / Off-Off-Broadway
bebop / rap
shoes / sneakers
library / Internet
epistles / blogs
Gallo / Pinot Noir
bourbon / single malt
the Depression / the 1990s
corner stores / malls
Sinatra / Eminem
farming / agribusiness
slums / projects
highways / superhighways
Sears, Roebuck / Wal-Mart
antiseptics / antibiotics
heart attacks / bypasses
concentration / fragmentation
war / terrorism


Sem prejuízo de voltar ao tema, que me parece fascinante, à vous la parole! Dou o tiro de partida: a lista é marcadamente americana, embora com vários elementos "universais" ou globais, como correntemente se prefere dizer... Agora, comentem!

1 comentário:

Arion disse...

Nada a dizer, está perfeito, como é costume!

Arquivo do blogue

Seguidores